Androginia

A Androginia, é bem frequente na subcultura gótica é a mistura  tanto características femininas como masculinas em um único ser, a pessoa andrógina não se descreve nem como homem, nem como mulher isso significa que a pessoa se sente com essas características sentimentais e traços comportamentais tanto masculinos como femininos, ou seja ele não define seu gênero apenas por sua aparência pois fica difícil de certa forma...Andróginos que prezam por sua androginia normente utilizam de adereços femininos, no caso de homens, ou masculinos, no caso de mulheres, para ressaltar a dualidade, porém a androginia não quer dizer nada sobre a orientação sexual da pessoa,deste modo uma pessoa andrógina pode ser heterosexual, homosexual, bisexual, asexual ou pansexual.

Foto: Cáah Manson, Fotógrafa Carla Paraizo.

A androginia não é bem aceita principalmente no Brasil onde as pessoas tem tanto preconceito, que escondem como sempre, mas andróginos tem de ter uma grande personalidade pra se assumirem como são e enfrentarem todo esse preconceito.

(Parabéns pelas fotos Carla, ficaram lindas e me desculpe por não ter colocado antes os créditos).

Dica de música:  Androgyny - Garbage

CyberGoth

Cyber Goth é outro gênero da Subcultura Gótica, que puxa tudo para um lado mais tecnológico no visual o preto é sempre combinado com cores chamativas de neon como o verde, rosa, roxo, azul geralmente em cores em neon tudo fica muito artificial e essa realmente é a intenção...por isso são ultilizados materiais como borracha e PVC. Nos acessórios podemos ver calças de estilo militar, camisetas rasgadas, corsets de em latex, máscaras de gás entre outros.  A maquiagem sempre puxa pra um lado cybernético, e nos cabelos geralmente são usados Dreads Falls que lembram a tecnologia, fiações elétricas e afins (farei um post futuramente ensinando a fazer dread falls em casa),muitos piercings e cabelos coloridos também são comuns nesse estilo.


A música geralmente é eletrônica, com letras mais "agressivas", com gêneros como o Rock Industrial, FuturePop,  EBM, e Synthpop.  Nesse gênero a androginia também é comum. E diferente dos outros gêneros há uma dança Cyber, não tem essa de que gótico não dança gente UHAHUAHUAAUHAUH. Sobretudo nesse estilo tudo é muito futurista.

Banda da Semana: Lacrimosa



Aproveitando essa vibe de falar sobre subcultura gótica a sugestão de banda é Lacrimosa, uma banda de forte influência desse estilo... "liderada" por Tilo Wolf, é uma banda alemã que também tem como vocalista Anne Nurmi. Grande maioria das composições são de Tilo Wolf, na verdade praticamente todas, somente uma música não é pois o seu texto foi retirado da bíblia sagrada (Hohelied Der Liebe) há músicas em alemão e depois de um tempo gravaram também em inglês. O nome Lacrimosa significa "cheio de lágrimas".

Tilo Wolf e Anne Nurmi (nessa foto ela tá mais pra um gothic fetish).
A banda tem influências do sons darkwave e gothic metal e dá uma misturada com instrumentos eruditos como violino e piano que quase sempre estão presentes em suas músicas. As roupas que eles usam são desenhadas  por Anne Nurmi (ela desenha demais cara) o estilo de roupa que eles vestem é gothic victorian, não vou colocar dados sobre os álbuns deles nem coisa do tipo pois...pra isso tem wikipedia né gente? Enfim espero que gostem essa é a minha música preferida:

http://www.youtube.com/watch?v=NCkGWv679tE&feature=colike (deixei o link porque o youtube tá de cuzisse hoje  u_u.


 Website da Banda: Lacrimosa OFFICIAL.



Dark Cabaret


A busca pelo vermelho, plumagens, sensualidade, esses são algumas características do estilo dark cabaret que tem um tanto a ver com o burlesco.... nesse estilo há uma grande reverência as pernas das mulheres que ganham destaque com as meias e as cintas ligas (amo hahaha). Sem esquecer claro, da peça mais ultilizada da subcultura dark/gótica o corset que valoriza o corpo da mulher, meias, luvas renda, decote, salto alto e algumas coisas que também são ultilizados no estilo pin up fazem parte desse estilo. Na verdade o dark cabaret é uma grande mistura de várias essências estilísticas do Cabaré, Burlesco, Vaudeville, Rock Gótico, Death Rock, Horror Punk e Dark Wave que formam esse estilo um tanto charmoso. O estilo dark cabaret começou a ser mais "popular" na metade do ano 2000 na cena underground e até hoje está presente.

Um acessório que eu adoro no estilo dark cabaret são os mini-chapéus ultilizados pelas mulheres.. que têm uma história: antigamente os homens ultilizavam esse estilo de chapéu e por isso as mulheres fizeram uma espécie de releitura mostrando que podia ultilizar também esse acessório, porém deixaram ele mais charmoso colocando flores, penas entre outros acessórios.

Mês de Dezembro: Subcultura Gótica.

Voltando o foco do blog depois de um longo tempo sem postar, há algum tempo em Outubro eu fui em um encontro sobre "Subcultura Gótica", onde havia vários tipos de estilos, dark cabaret, gothic vitoriano, cyber gothic, vamp gothic, lolitas entre outros me apaixonei perdidamente tanto pela história, pelas roupas, pela ideologia e pela música sempre simpatizei com isso e decidi ir pra conhecer um pouco. Ouvi algumas histórias sobre o preconceito que essa galera sofre pela música que eles ouvem, pela concepção de mundo que eles tem e isso acontece sim em pleno século XXI, onde as pessoas não tem o direito de se expressarem da forma que querem e só por serem diferentes são discriminadas... pelas roupas que usam e pela sua ideologia. O exemplo mais comum quando se trata de subcultura gótica é quando as pessoas dizem "Todo gótico é satânico", não não e não. Isso é errado, ser gótico não é ser satânico e pra você conhecer realmente a subcultura você deve conhecer pessoas que honram esse estilo há algum tempo... depois desse meu momento In Love com a subcultura os posts desse mês de dezembro serão sobre as roupas, estilos, dicas e sobre os eventos que acontecerão aqui em Sorocaba.... espero que gostem.
E só pra deixar claro sociedade, ser gótico não é somente vestir uma roupa qualquer e sair na rua dizendo "eu sou gótico", o gótico representa não só um estilo de vida e sim as coisas que estão dentro da mente a ideologia o sentimento a obscuridade dos nossos pensamentos, é um todo que se junta e forma o que é ser gótico antes que vocês me perguntem eu não sou gótica essa é somente a minha concepção sobre isso que formei depois de refletir muito. Ninguém vira gótico,porque é algo que você sente.